Singular do Plural

2 comments
.

Rabiscos de lápis, teses sociais, discursos inflamados. Que me desculpem os românticos por obrigação, mas de hipocrisia já tenho me fartado. Não que eu faça apologia as mazelas do mundo, mas por favor, não me obriguem a negar suas existências e dêem-me licença para aceitá-las. Já estou farto desse mundo onde se esconde o preconceito. Não me alegro por isso, mas sim, sou preconceituoso, e quem não é? E antes que me venham atirar pedras já peço desculpas e me justifico num desabafo poético. Cansei-me de ter que falar mal dos políticos e fingir que a corrupção me incomoda. Tudo isso pra quê, consenso social? Estou indigesto de viver em harmonia com todos, quando na verdade em certos dias não suporto nem a mim mesmo. Quero meu direito de ser fútil, de acreditar que dinheiro traz felicidade e de assistir reality shows. Exijo meus momentos de egoísmo puro e permissão para pensar que escolar não é para qualquer um, de não querer fazer um mundo melhor. Enfim, neste século que tanto se prega a liberdade e a expressão, me surpreendo capturado por um sistema cínico de insinuações de falsas escolhas. 

2 comments

Anônimo 6 de maio de 2011 23:39

TO COM FOMÊÊÊ, QUERO LEITÊÊ!

Gabriel Lopes 7 de maio de 2011 01:43

Eu assumo uma pipoca me sacodêê!